Cardiogeriatria

Com o avançar da idade, o corpo começa a enfraquecer, influenciando o funcionamento de órgos importantes. Um dos mais afetados com nosso envelhecimento é o coração, que precisa de mais força para bombear o sangue ao corpo e nos manter vivos.
Depois dos sessenta, aliás, as dores no peito começam a se tornar mais frequentes. Subir uma escada fica difícil, não só porque as pernas estão fracas, e sim porque o coração simplesmente parece que vai sair do peito.
Nesse momento, muitas pessoas assustadas, sem entender o que estão sentindo, ou por pensar que estão a um passo de morrer, correm em busca de cardiogeriatras.

Quando procurar o cardiogeriatra?
Embora seja um médico especializado no tratamento de doenças cardíacas que afetam os mais idosos, o cardiogeriatra é um profissional com formação mais ampla e que, durante seu diagnóstico, utiliza outras habilidades, como psicologia, por exemplo, para entender os sintomas de forma mais ampla e encontrar assim o melhor tratamento para as cardiopatias.
Entretanto, para evitar maiores prejuízos e até mesmo complicações à saúde dos idosos, a recomendação é de que o acompanhamento com o cardiogeriatra comece a partir dos 60 anos, quando o corpo começa a envelhecer e os primeiros sinais de cansaço cardíaco podem surgir.
Além disso, o cardiogeriatra ajuda o idoso não apenas a entender o que de fato está acontecendo com seu coração, mas também como cuidar de seu corpo para evitar o risco de que surjam problemas mais graves.
É função do cardiogeriatra, por exemplo, ensinar aos idosos a importância da adoção de hábitos saudáveis de alimentação e a praticar exercícios, atitudes que podem reduzir o risco de ataques cardíacos e facilitar o controle da hipertensão, por exemplo.

Quais os sintomas devem ligar o alerta na hora de procurar um cardiogeriatra?
Uma dor súbita no peito quando o idoso faz uma caminhada natural, uma tontura que quase o faz perder o equilíbrio. A pressão que insiste em subir por várias ocasiões.
Sinais como esse fazem com que um idoso, em geral, corra para o cardiogeriatra, afinal esse profissional é o mais adequado para fazer o diagnóstico correto das enfermidades que afetam esse público pois, com a idade, os sintomas de males cardíacos se torna um pouco mais confusa do que o visto décadas antes, por exemplo.

O que realmente leva uma pessoa a procurar um cardiogeriatra?
Em geral, os idosos procuram o cardiogeriatra quando um cardiologista, ou até mesmo seu clínico geral, não conseguem dar o diagnóstico correto.
Em pessoas mais velhas, dores no peito, sensações de aperto ou até mesmo de falta de ar são tidas ora como algo relacionado ao seu estado emocional, ora como uma doença mais branda, e que não precisam de acompanhamento especializado.
Por isso, mesmo não gostando de ir ao médico, muitos idosos terminam por procurar o cardiogeriatra quando não encontram respostas para seus males, e passam a ser invadidos por uma ansiedade que piora ainda mais os sintomas iniciais.
Além disso, o cardiogeriatra tem a especialização necessária para separar o que é de fundo emocional e quais sintomas realmente representam um risco para esse paciente.

Consultas e exames com preços sob medida para sua saúde. Precisa agendar agora?

COMO CHEGAR

SEDE
STN Bloco O Ed. Life Center
Salas 136 a 145
Asa Norte - DF
61 3340-1400
FILIAL
STN Bloco M Ed. Vital Brazil
Sala 360
Asa Norte - DF
61 3349-0331
WHATSAPP